A história do Sertão do Brasil pelo Rali do Sertão

Tema:Rally dos Sertões
Autor: Cristina Degani
Data: 24/7/2002

Do dicionário Aurélio, região agreste, distante das povoações ou das terras cultivadas. Terreno coberto de mato, longe do litoral. Ou Interior pouco povoado. Ou ainda, zona pouco povoada no interior do país, em especial no interior semi-árido da parte norte-ocidental, mais seca do que a caatinga, onde a criação de gado prevalece sobre a agricultura, e onde perduram tradições e costumes antigos.

Rally Internacional do Sertões, 2002, Goiânia a Fortaleza. São 4.400 quilômetros passando por Pirenópolis, Caldas Novas, Diamantina, Janaúba, Bom Jesus da Lapa, Jalapão, Floriano, Crateús. Mais de 200 veículos divididos entre carros 4X4, motos, caminhões e quadriciclos, 430 mecânicos, 1.100 pessoas envolvidas com a realização do maior evento off-road da América Latina. De 1992, na primeira prova do Sertões, que só existiam motos, para a décima edição do evento, muita coisa mudou. E com certeza a aventura é o mais saboroso ingrediente desta.

Quem conta isso é Simone Palladino, 35 anos, 1,65m, 10 anos de rali. No Sertões, uma gigante, que resolve muitos dos problemas da prova, checa e organiza com o sócio Marcos Ermírio de Moraes todos os detalhes desta que é a mais importante prova de rali Cross Country do país. Apostando na realização do que é hoje este mega evento, que faz barulho em qualquer povoado ou grande capital.

A semente foi o Rally São Francisco, só de motos, realizado pelo Chico Morais, ao longo do percurso do Rio São Francisco. Em 1996, entraram os carros. Em 1998, os caminhões.

Assim como Simone, que deixou o trabalho de produtora fotográfica e de vídeo para dedicar-se exclusivamente ao rali, Marcos também foi desacreditado pela família, cujo cargo de alto executivo ocupava na Citrovita, empresa da família. Depois de três anos investindo 2 milhões de reais sem retorno algum, Simone e Marcos começaram a colher os frutos do rali. Hoje, são 20 milhões de reais sendo movimentados pelas equipes, patrocinadores, mídia, prefeituras e governos estaduais. Turismo, esportes, assistência social, cultura de equipe, entretenimento, animação. O Rally dos Sertões é tudo isso.

Mais história do Sertão

Em 1992, a direção da Confederação Brasileira de Motociclismo pensou num rali que desbravasse o país. Foram 3.500 quilômetros de Campos do Jordão (SP) atravessando o interior do Nordeste até chegar em Natal (RN). A largada para esta aventura foi em julho de 1993 e 60 pilotos se inscreveram na categoria única de motos. O vencedor da prova foi o paulista Juca Bala.

O Rally Internacional dos Sertões ganhou o título “internacional” devido à homologação pela FIM (Federação Internacional de Motociclismo) e, assim, atraiu a participação de feras de todo o mundo, como o italiano Edie Oriolli, campeão do rali Paris Dakar no ano seguinte. Foi em 95 que o povo do sertão assistiu pela primeira vez à passagem dos veículos 4X4, incluídos como nova categoria na prova.

Já em 1996, na quarta edição do Rally, já havia 40 carros e 80 motocicletas alinhadas na largada, dispostos a atravessar os 5 mil quilômetros do roteiro que ia de São Paulo à Fortaleza. Dois anos depois, a novidade foi o roteiro que refez parte do caminho percorrido pela lendária Coluna Prestes. Como um Paris Dakar nacional, a prova se consagrou por atravessar regiões inóspitas e desconhecidas. O verdadeiro Brasil que o Brasil não conhece está sendo todo ano desbravado pela elite do off-road nacional e internacional.





© Copyright 1998 - 2012 - 360 GRAUS MULTIMÍDIA
Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na Internet, sem autorização mesmo que citada a fonte.

Compartilhe:


Livros:

Equipamentos:

  • Você sabe quais as 10 melhores cidades para pedalar? Saiba mais
    Bike
    Você sabe quais as 10 melhores cidades para pedalar? Saiba mais
  • Você sabe como evitar acidentes com animais aquáticos? Veja dicas
    Saúde
    Você sabe como evitar acidentes com animais aquáticos? Veja dicas
  • Serra Gaúcha, um belo roteiro para quem gosta de trekking
    Trekking
    Serra Gaúcha, um belo roteiro para quem gosta de trekking
  • Interior paulista abriga a maior Gruta de Granito do Brasil
    Caving
    Interior paulista abriga a maior Gruta de Granito do Brasil
  • Você conhece a Ilha do Cardoso? Um paraíso no litoral paulista
    Lugares
    Você conhece a Ilha do Cardoso? Um paraíso no litoral paulista
  • Bariloche: um cenário perfeito para muita diversão e boas aventuras
    Viagens
    Bariloche: um cenário perfeito para muita diversão e boas aventuras